O que as crianças aprendem quando viajam: 9 transformações

Padrão

Viajar é sair da rotina, respirar novos ares, ver a nossa casa “de fora”. Uma aventura pessoal que pode ser transformadora. E se for com as crianças então…

São diversos os efeitos que acometem as crianças que viajam. Com seus olhares curiosos, vão trazendo questionamentos e percebendo as diferenças entre a sua cultura e estilo de vida e a cultura e o estilo de vida de outras pessoas, ou ainda daquele lugar que não é a casa delas.

É fato que a “vivência” é sempre mais rica do que apenas ouvir da professora na escola ou assistir pela televisão. E pode ser uma viagem para bem pertinho, num parque da cidade, num museu, num bairro vizinho, numa cidade vizinha, ou até mais longe, em outros países. A viagem acontece dentro das nossas cabeças.

Em uma viagem de Brasília para Florianópolis, de carro, quando passávamos por Uberlândia, uma de nossas crianças perguntou: “Aqui nesse país se fala português?” Rsrs

Em outra ocasião, quando estávamos em San Andres, na Colômbia, uma delas pergunta: “Como se pede um suco em espanhol?” E com a resposta ela corre em direção ao quiosque na praia.

Momentos assim provocam um sorriso e o sentimento de que sempre vale a pena o esforço da viagem. Porque viajar com crianças é sempre uma situação que exige um pouco mais de dedicação e planejamento e muitos programas infantis no roteiro.

A viagem começa antes da partida, com características e histórias sobre o lugar que será visitado. E as perguntas frequentes: “O primo vai estar lá?”, “A vovó vai também?”, “Posso convidar minha amiga da escola?”… Rsrs

Listamos abaixo algumas das transformações nas crianças que viajam sob a orientação dos seus responsáveis, sob a nossa visão:

1 – Percebem a existência da diversidade de pessoas, paisagens, culturas, comidas, e por aí vai… Descobrindo que o diferente é normal e pode ser muito bacana.

2 – Têm a possibilidade de entrar em contato com um novo idioma, abrindo a mente para as possibilidades de exploração do mundo.

3 – Adaptação à novos lugares, climas e situações, diferentes daquelas que acontecem na segurança do seu núcleo, o que estimula a autoconfiança.

4 – Aprendem a escolher, em momentos da viagem, entre um destino ou outro, um passeio ou outro, desenvolvendo sua autonomia e personalidade desde cedo.

5 – Desenvolvem-se emocionalmente a partir do novo: novos lugares, novas sensações e a coragem de explorar outras situações e se superar.

6 – Desenvolvem um novo olhar sobre suas preferências, o que preferem fazer, onde preferem ir, estimulando a visão crítica sobre suas escolhas e os acontecimentos.

7 – Aprendem sobre as histórias e a cultura dos lugares que visitam e levam consigo essas histórias, enriquecendo ainda mais o aprendizado escolar.

8 – Exercitam o desapego, a medida que abrem mão de algumas atividades corriqueiras para experimentar algo novo.

9 – Estabelecem laços emocionais neste tempo integral com a sua família e que ficarão registrados para sempre e suas vidas.

Viajar permite à criança o desenvolvimento racional, o entendimento e a percepção do espaço, estimula a autonomia em diferentes situações, a colaboração e sua capacidade de reflexão. E ainda proporciona viver experiências inesquecíveis com a família.

Bom, para perto ou para longe, viajar desde cedo proporciona benefícios ao crescimento e à saúde de cada indivíduo. Voltamos sempre cheios de histórias e renovados, até mesmo com um novo olhar sobre nossas vidas.

E você? Já parou para pensar nas mudanças que ocorrem em você quando viaja? Ansiedade, felicidade, animação, movimento, descansa a cabeça mas cansa o corpo… E aquelas transformações mais profundas? Deixe aqui nos comentários as suas impressões!

frase-a-mente-que-se-abre-a-uma-nova-ideia-jamais-voltara-ao-seu-tamanho-original-albert-einstein-91072

*por Elisa Moreira

* Este post também foi publicado em:

Floripinhas Agenda Cultural Infantil

Anúncios

»

  1. Quando eu era pequeno minha família fez umas duas ou tres viagens de carro se Sao Paulo ao Ceará… foram experiencias tao ricas, que me deixaram tao cheio de boas memórias e imagens do país todo que hoje eu tenho a sensacao de ter feitos essas viagens todas as férias… Inesquecível!!!!

    Curtido por 2 pessoas

  2. Na qualidade de um ser absolutamente gregário que sou, fiquei muito entusiasmada com teu relato. Talvez, o fato de ter viajado muito pouco durante minha vida, tenha influenciado meu”modus vivendi” de forma a não colocar viagens na minha programação. Oferecer experiências dessa natureza às crianças desde cedo é muito legal. Parabéns!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s