Arquivo da categoria: São Bento do Sul

De São Bento do Sul à Piên: um novo olhar sob um lugar que já visitamos

Padrão

Sempre que viajamos buscamos experiências novas em lugares novos. Mas podemos também buscar experiências novas em lugares que já visitamos… E foi o que nos aconteceu nesta última viagem!

Voltamos à São Bento do Sul, em Santa Catarina. A primeira vez foi na Páscoa, que foi realmente encantadora. Vivemos a particularidade de uma cultura local em um momento tão esperado do ano pelas crianças.

E desta vez, com um olhar diferente, vivemos a riquíssima gastronomia baseada em alimentos cultivados na região, regada à música regional e muitos dizeres populares.

Nossa paragem* foi em Piên, município de colonização portuguesa, há cerca de 20 Km de distância, já no Estado do Paraná. Em Piên se produz madeira, cereais e erva-mate, para o preparo do famoso chimarrão… Sim, no Brasil toma-se muito chimarrão desde o Paraná até o Rio Grande do Sul!

O clima nas duas cidades é de fazenda, com floresta de araucária e rios. Andamos à cavalo, charrete, pedalinho, as crianças interagiram com os animais… Ufa, quanta atividade física! Ah! Também colhemos pinhão e assamos no fogo de chão, que estava preparando o tão esperado churrasco! A carne fica assando por longas seis horas…

Estávamos em uma festa de aniversário e conversando com o pessoal de lá, contamos que havíamos estado ali há pouco tempo e ouvimos com graça a frase em sotaque cantado: ”Mas esse povo não tem parança*!” 🙂

Em Santa Catarina é assim, podemos chegar rapidamente em lugares de culturas tão lindas e diferentes das nossas. Sem igual experimentar viver como o povo local, rir junto e participar… mesmo que seja por apenas dois dias!

Até breve! 🙂

*paragem: local onde é feita uma parada durante um percurso

*não tem parança: não pára nunca

Anúncios

”Mamãe, quero mais Páscoas como essa. E nem precisa chocolate!”

Padrão

A Páscoa é o dia em que se presenteiam ”ovos de Páscoa” como símbolo de fertilidade, esperança e renascimento. Para quem adora chocolates, uma delícia! Para as crianças, uma festa!

Pudemos curtir nossa Páscoa em uma chácara de amigos queridos nos arredores de São Bento do Sul, uma cidade de colonização alemã e austríaca que fica no Planalto Norte de Santa Catarina. Lá se colhe o pinhão, que é a semente comestível da araucária.

Uma floresta de pinheiros em volta da chácara foi o cenário para que o coelho da Páscoa deixasse o seu rastro com moedas de chocolate e bombons, assustasse as galinhas (Rs) e escondesse as cestinhas com os ovos de chocolate. E as crianças de olhos arregalados!

Nesta região há uma tradição muito linda, que teve origem ainda na Idade Média, quando os ovos de Páscoa, que eram de galinha e de pato, eram presenteados às crianças durante as celebrações.

Com o tempo, para conservar os ovos frescos, as famílias aplicavam uma fina camada de cera líquida. E mais tarde esse hábito transformou-se no costume de colorir, pintar e decorar os ovos para dar de presente ou enfeitar árvores tiradas do jardim.

A (r)evolução desta história se dá quando as pessoas começam a rechear estes ovos com chocolate para presentear pessoas queridas! hmmm

Agora, tem coisa melhor do que unir toda essa brincadeira de Páscoa à natureza? Tem coisa melhor do que ouvir de uma filha essa frase: ”Mamãe, quero mais Páscoas como essa. E nem precisa chocolate!”?

Em contato com a natureza, as crianças desenvolvem o senso de observação espacial, percebem os seres vivos em seus diferentes estágios, entendem de onde vem o que a gente come.

E as lembranças?! Essas ficam para a vida toda!!

Obrigada pessoal de São Bento do Sul! Adoramos a Páscoa!

* Este post também foi publicado em:

Floripinhas Agenda Cultural Infantil